domingo, 30 de dezembro de 2012

EM ANGRA O PT VOTARÁ NO PMDB NA MESA DA CÂMARA

A bancada eleita do PT e do PDT angrense, minoria na próxima legislatura, fechou acordo com o Vereador JORGE EDUARDO para a presidência da Mesa Diretora. Na verdade, mesmo tendo havido muitas reuniões que antecederam o pleito que acontecerá daqui a algumas horas, o PT hipotecou apoio à ele muito antes de seu próprio partido, o PMDB. Mas, a equação não foi resolvida com a facilidade que se aparenta.
Breve histórico: 
JORGE se indispôs com parte de seu partido, já que FERNANDO JORDÃO dizia ter um acordo prévio com o vereador comunista JOSÉ ANTONIO, e até mesmo uma reunião extraordinária com a Diretoria Executiva local de seu partido o JORGE requereu, quando se documentou e foi ao Rio em busca de provar à Diretoria Estadual que não havia nenhum acordo do partido com a eleição de qualquer vereador. O desgaste, é claro, houve. A Prefeita eleita, CONCEIÇÃO RABHA, não ficou indiferente ao processo e, ao mesmo tempo em que lia o estrato das reuniões entre os vereadores, se articulava junto as direções partidárias no Rio, foi quando teve a adesão do PSD à sua base de sustentação e o distanciamento momentâneo de parte do PCdoB. O deputado federal, FERNANDO JORDÃO, participou de algumas reuniões tentando construir uma base de oposição, mas quando viu que fazia água suas investidas, se retirou de cena. No frigir dos ovos, dos nomes que estiveram dispostos à disputa inicialmente, restou acordada a eleição com cheiro de vitória de JORGE EDUARDO, que agregou as demais forças políticas, inclusive do PMDB, aparentemente dividiu o PCdoB e arrebanhou o PT. Com sua eleição, mais que um nome articulado, o governo petista constrói o caminho para ter uma base parlamentar composta por maioria. 

JORGE EDUARDO, confirmando sua vitória, comandará uma Casa com orçamento estimado em R$ 33 milhões, com 14 vereadores, que precisa retomar canais de diálogos institucionais e terá a árdua tarefa de garantir a pluralidade e os debates em benefício da governabilidade sem, contudo, deixar que o Poder Legislativo perca a essência de suas prerrogativas que é formular leis e fiscalizar os atos do Executivo, e também terá a missão de construir a nova sede da Câmara - que já está com projeto custeado, salvo engano, pela empresa Technip - e terreno comprado, além de finalmente dar à TV Câmara uma grade decente de programação - que justifique para o seu mantenedor, o povo, a sua finalidade operacional de TV Pública e institucional. Há diversas agendas públicas que precisam ser discutidas e solucionadas e certamente a Câmara será de fundamental importância para que a Prefeita eleita consiga tocar seus projetos dialogados na eleição municipal com o eleitor -e aprovados pela maioria nas urnas. JORGE EDUARDO foi cogitado para ser o candidato a vice-prefeito do FERNANDO JORDÃO, mas, preterido na escolha final, buscou a reeleição e foi o vereador mais bem votado no pleito, é sobrinho da prefeita eleita CONCEIÇÃO RABHA e possivelmente será candidato à deputado estadual. Ele foi também líder do Governo TUCA na Câmara. É um dos nomes que mais cresceu politicamente nos últimos anos em Angra.
É o jogo!
-
00h51min.     -     adelsonpimenta@ig.com.br

2 comentários:

almir disse...

Adelson uma leitura clara, e objetiva dos fatos politicos de nossa região,, como sempre abçs amigo e feliz 2013...

O faroleiro disse...

Um ano novo pleno de santidade é o que lhe desejo.